Resenha de Software


CARDIAX: Um Software para ECG Digital

Alexandre Aguiar
CCCN Consultoria e Projetos, Ltda., São Pauloalexandre_aguiar@embratel.net.br


Revista Informédica, 3(15), 1995


O Cardiax é mais que um software para o registro de exames eletrocardiográficos. Na verdade, é um pacote completo de computador com conversor analógico-digital (CAD) e o software propriamente dito, responsável pela coleta dos sinais digitalizados e todo o seu processamento até a interface com o usuário, o diagnóstico eletrocardiográfico e a emissão de relatórios. É produzido na Hungria e goza de grande popularidade, principalmente na Europa. Analisaremos aqui a versão 1.74.3 de demonstração que nos foi cedida pela empresa que comercializa o produto no Brasil.

O procedimento para instalação é rápido e fácil. O usuário é solicitado a informar o drive e o diretório de instalação, que pode ser em rede. O usuário também é instado a informar qual a língua em que deseja a apresentação e a operação do programa e qual a tabela de caracteres a ser usada. As línguas disponíveis são português, alemão, italiano, inglês e húngaro. Em português, as páginas de código (tabelas de caracteres) disponíveis são a PC 850 e a PC 860 (a 850 é a mais usada e é a recomendada pelo ANSI - American National Standards Institute). As instruções recomendam a disponibilidade de 640 kb de memória convencional e 2 Mb de memória estendida padrão XMS para uma operação satisfatória. O suporte ao mouse dispensa o uso de driver na memória para dispositivos padrão Microsoft. Para os demais casos é recomendado o uso do driver específico.

A apresentação do programa é em modo gráfico e é capaz de fazer uso de modos de vídeo de alta resolução. A tela inicial contem um quadro com a lista de pacientes (onde se pode fazer busca digitando o nome a ser localizado) e outro com dados cadastrais do paciente selecionado. As cores da interface são de bom gosto mas o usuário pode configurar o programa para usar um dispositivo de vídeo monocromático. Há uma barra de menu superior onde encontramos as principais funções e uma inferior com pequenas frases de auxílio, teclas de função, data e hora correntes. O conteúdo das telas de auxílio limitam-se a explicar ações dos ítens de menu o que não deverá ser um problema pela extrema simplicidade na operação. Todos os ítens e os subítens importantes de menu são acessíveis rapidamente por teclas de função ou por associações de teclas. O ítem do menu principal que mais nos interessa por conter as ações estritamente médicas é o Pacientes. O quadro que este menu abre tem cinco ítens. Os ítens Novo paciente, Dados de paciente e Cancelar têm funções cadastrais. Monitorização é a escolha para a realização do exame, não disponível nesta versão de demonstração pela falta do hardware requerido, o CAD. Diagnósticos é o ítem que nos leva à porção mais interessante do programa. Ele nos apresenta a lista dos exames já realizados pelo paciente selecionado e suas respectivas datas. O menu da barra superior também se modifica. Dos ítens agora disponíveis na barra superior, Editar permite modificar dados cadastrais do paciente, editar notas a serem incorporadas ao relatório e incluir anotações no cadastro, Selecionar permite a seleção manual de exames, Imprimir permite a impressão de porções do relatório do exame. Programar tem as mesmas funções do menu em barra da tela anterior e, o mais interessante de todos, ECG.

Mais uma vez, no ítem ECG, o quadro oferece diversas possibilidades (Fig. 1). A interpretação do exame, com os traçados fornecidos como demonstração, é capaz de fazer vários diagnósticos. Entretanto, a emissão do laudo é muito pobre: há erros grosseiros de sintaxe nas frases prontas (a sintaxe utilizada para adjetivos e advérbios lembra as regras da língua inglesa ou da alemã).

Enfim, o programa é ágil, rápido, requererá um período muito curto de treinamento, é dotado de mecanismos de interpretação, mas peca pela má qualidade dos relatórios emitidos. Também é estável em diversos ambientes. Testei-o com e sem coprocessador matemático, com e sem rede, sob DESQView 2.6(sem rede), sob Windows 3.1(com e sem rede), sob OS/2 2.1 (sem rede), sob MS-DOS versões 5 (sem rede) e 6.2 (com e sem rede) e Novell Dos 7(sem rede). A única situação em que ocorreu problema foi sob Windows 3.1 em rede (usei apenas Novell 3.11). Mas certamente este não é o tipo de programa que se deva utilizar em ambiente multitarefa. O coprocessador matemático acelera dramaticamente as operações com cálculos pesados, de tal forma que o cálculo e o desenho de um exame ficaram muito mais rápidos num 386DX33 com 387 do que num 386DX40 sem 387.

Para mais informações sobre o programa, o leitor deverá dirigir-se ao representante do software no Brasil: CMC Comércio, Importação e Exportação, R. Paracuê, 166, São Paulo, SP, 01257-050, Fax (011)62-6066, Voz (011)871-5638.


Voltar HomePage Voltar ao Índice de Resenhas Enviar email p/o Editor
Copyright (c) 1995 Renato M.E. Sabbatini