Uma Nova Era na Medicina


Renato M.E. Sabbatini

Editor Científicorenato@sabbatini.com
Revista Informédica, 1(3): 4, 1993.


Um levantamento recente, feito pela Biblioteca Nacional de Medicina, em Washington, nos EUA, revelou um dado preocupante: o volume de informação publicado nas ciências da saúde está duplicando a cada quatro anos e meio ! Até o final do século, espera-se que este tempo seja reduzido para três anos. Isso é uma loucura. Significa que nenhum profissional de saúde pode aspirar sequer a se manter atualizado em sua subespecialidade. Significa também que ao terminar o curso médico, que tem os mesmos seis anos de duração desde o século XII, boa parte do co-nhecimento alí transmitido ao estudante já está obsoleto. Conclusão: se não mudarmos radicalmente a forma de acesso à informação, como a geramos, como a distribuimos e como a utilizamos, vamos fatalmente nos afogar nesse maremoto irresistível de informação.

Aqui é que entra a Informática. Novas tecnologias, como o armazenamento digital ótico (CD-ROM, videodisco interativo), a multimidia, as redes de computadores, a realidade virtual, os bancos de dados inteligentes, a Inteligência Artificial, as redes neurais, os computadores portáteis, estão permitindo aumentar em até 200 vezes a produtividade de um médico com respeito ao acesso à informação. Tomem, por exemplo, as redes internacionais de comunicação de dados, como a Internet e a Bitnet. Cerca de 2 milhões de computadores, com mais de 5 milhões de usuários, estão ligados às redes, em mais de 100 países. O correio eletrônico, o acesso remoto a computadores e programas, a transferência de imagens, textos e programas entre qualquer um desses computadores ligados a rede, estão revolucionando a ciência em geral. A Medicina, lentamente, como sempre, está chegando lá.

Redes de computadores como estas, permitirão novas formas de disseminação da informação, tais como bibliotecas totalmente informatizadas (os textos completos, mais figuras, disponíveis através da rede ou de CD-ROMs), revistas eletrônicas (você só copia os artigos que quer ler), congressos à distância, discussão de casos clínicos entre médicos separados geograficamente, sistemas inteligentes que ajudam o profissional a localizar e resumir apenas a informação que o interessa, e muito, muito mais. O progresso é rapidissimo, e os médicos estão em estado de choque. Todos reconhecem que sem a Informática, a Medicina não será mais possível. Está na hora de se atualizar e de aprender, para continuar aprendendo. Inform&eeacute;dica será sua companheira de viagem através desta fascinante paisagem.


Voltar HomePage Voltar ao Índice de Editoriais Enviar email p/o Editor
Copyright (c) 1995 Renato M.E. Sabbatini